quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Helenos


Sorveteiro

Fonte da imagem: http://www.itaucultural.org.br

Biografia e histórico

Pintor, desenhista, gravador, ilustrador e publicitário.
Edson Heleno da Silva, dito (1941: Recife, PE).

Artista figurativista autodidata.

" (...) A temática de Helenos é uma crítica do mundo contemporâneo com as suas destruições ecológicas, a sua alienação do homem pela engrenagem tecnológica e econômica, as suas guerras e violências e o seu abandono das crianças. Como os grandes artistas do pop americano, Helenos veio da publicidade e da história em quadrinhos. Isto lhe deu o domínio de uma técnica de comunicação visual altamente eficiente para o público contemporâneo, já habituado à linguagem visual e ao desenho publicitário.” (Mário Schenberg, in João Martini, Helenos: 25 anos de pintura. Gráfica Martini, São Paulo, 1984).

ca. 1960 – Começou a pintar.
1963 – Iniciou carreira de publicitário.
1968-74 – Produziu documentários para a TV Cultura de Pernambuco e para TV Cultura de São Paulo.
1969 – Transferiu-se para São Paulo, SP.
1984 – Foi lançado o livro Helenos: 25 anos de pintura, de João Martini.

Entre as exposições individuais que realizou, podem ser destacadas as seguintes:

1963 – Escola Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro.
1969 – Galeria Seta, São Paulo.
1973 – Galeria Marte 21, Rio de Janeiro.
1976 – Portal Galeria de Arte, São Paulo.
1981 – Tendência Galeria de Arte, Campinas, SP.
1983 – Ranulpho Galeria de Arte, São Paulo.
1986 – Galeria André, São Paulo.

Tomou parte de um grande número de mostras coletivas, entre as quais as que se seguem:

1960 – 22º Salão Estadual de Pernambuco, Recife.
1965 – 7ª Bienal Internacional de São Paulo, São Paulo.
1966 – 26º Salão Estadual de Pernambuco. Recife, terceiro prêmio de desenho; 1ª Bienal Nacional de Artes Plásticas, Salvador, BA, menção especial.
1967 – 26º Salão Anual de Pintura, Museu do Estado de Pernambuco, Recife, primeiro prêmio; 27º Salão Estadual de Pernambuco, Recife, primeiro prêmio; 9ª Bienal Internacional de São Paulo, Fundação Bienal, São Paulo.
1968 – 1º Salão de Arte Moderna, Brasília, DF, menção especial; 2º Salão Esso de Artistas Jovens, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro, prêmio aquisição.
1970 – 6º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, Museu de Arte Contemporânea de Campinas, Campinas, prêmio aquisição.
1974 – 9º Salão de Arte Contemporânea de Campinas, Museu de Arte Contemporânea de Campinas, Campinas, prêmio aquisição.
1979 – Salão Nacional de Arte Moderna, Palácio da Cultura, Rio de Janeiro; 4ª Exposição de Belas Artes Brasil-Japão, Tóquio, Atami e Kioto, Japão.
1981 – Múltiplas Tendências em Convívio de Formas e Cores, Ranulpho Galeria de Arte, São Paulo; Art Expo, Washington, Estados Unidos.
1982 – Coletiva das Américas, Galeria Marshall Field's, Chicago, Estados Unidos; Collezione Autoritrati Agli Uffizi, Galeria Degli Uffizi, Florença, Itália.
1984 – Taslitz Gallery, Chicago.
1997 – Exposição Coletiva de Natal, Galeria de Arte André, São Paulo.
2002, 04 – Arte Naif, Galeria Jacques Ardies, São Paulo.

Fontes
ARDIES, Jacques, A arte naïf no Brasil. texto de Geraldo Edson de Andrade, Empresa das Artes, São Paulo, 1998.

HELENOS, textos de Alberto Beuttenmuller e Vicente do Rego Monteiro, Portal Galeria de Arte, São Paulo, s/data.

PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Civilização Brasileira. Rio de Janeiro, 1969.

MARTINI, João. Helenos: 25 anos de pintura. Gráfica Martini, São Paulo, 1984.

LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário Crítico da Pintura no Brasil. p. 244, Artlivre. Rio de Janeiro, 1988.


Fonte da Biografia e histórico: www.brasilartesenciclopedias.com.br/nacional/helenos.htm