segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Monsueto


Monsueto Campos Menezes foi, essencialmente, um músico. Baterista de boate, atuou em diversos conjuntos na década de 1940, entre as quais a Orquestra de Copinha, no Copacabana Palace Hotel. Percussionista, cantor, ator comediante, foi também um excelente pintor Nassif no fim de sua curta vida (Pablo Neruda, certa vez, adquiriu um quadro dele). Foi, sobretudo, um compositor popular da pesada, dos melhores que o Brasil já teve.

Nascido no Rio de Janeiro em 4/11/1924, criado na Favela do Pinto, Monsueto perdeu os pais muito cedo, tendo sido criado por uma avó.

PINTURA - 1972

Nessa época, passou a se interessar por pintura e acabou tornando-se profissional, sendo premiado com uma medalha de bronze no Salão Nacional de Belas-Artes do Rio de Janeiro, em 1972. Seu quadro mais conhecido é uma Santa Ceia em que Jesus e seus apóstolos são negros.

Fonte: http://espacoculturalestacaomonsueto.blogspot.com/2011/05/biografia-monsueto.html


DISCOGRAFIA

(1964) O sucesso está na cara/Larga o meu pé • Monsueto • 78
(1963) Chica da Silva/Mané João • Odeon • 78
(1963) Sambamba/Retrato de Cabral • Orion • 78
(1962) Mora na Filosofia dos Sambas de Monsueto • Odeon • LP
(1961) Ajudai o próximo/Eu quero essa mulher assim mesmo • Odeon • 78
(1957) Prova real/Bola branca • Copacabana • 78
(1955) Nega Pompéia/Q. G. do samba • Mocambo • 78

MÚSICAS GRAVADAS

A fonte secou (c/ Tufi Lauar e Marcleo)
Ai meu calo (c/ José Batista)
Aperta o cinto
Boa noite
Cachimbo da paz (c/ Raul Moreno e Plínio Gesta)
Canta, menina, canta (c/ Arnaldo Passos)
Carrasco (c/ Raul Marques e F. Fernandes)
Comício no morro
Eu quero essa mulher assim mesmo (c/ José Batista)
Fogo na marmita
Giro pelo norte
Lamento de lavadeira (c/ Nilo Chagas João Vieira Filho)
Larga o meu pé (c/ Aloísio França)
Levou fermento (c/ José Batista)
Maldição (c/ R. Filho)
Mané João (c/ José Batista)
Me deixa em paz (c/ Aírton Amorim)
Me empresta teu lenço (c/ Elano de Paula e Nicolau Durso)
Mora na filosofia (c/ Arnaldo Passos)
Mulher de mau pensar
Na casa de Antônio Jó (c/ Venâncio)
Na casa de corongondó (c/ Arnaldo Passos)
O bafo do gato
O couro do falecido (c/ Jorge de Castro)
O gemido da saudade (c/ José Batista)
O lamento da lavadeira (c/ Nilo Chagas e João Violão)
O sucesso está na cara (c/ Linda Batista)
Q. G. do samba (c/ Rossini Pacheco e Sebastião Nunes)
Quando a noite vem (c/ Álvaro Gonçalves)
Retrato de Cabral (c/ Raul Marques)
Rosto bonito (c/ Caribé da Rocha)
Rua Dom Manoe (c/ Jorge de Castro)
Sambamba
Sem amor (c/ João do Vale)
Senhor Juiz (c/ Jorge de Castro)
Só eu não (c/ Silva Correia e Diplomata)
Tá pra acontecer (c/ José Batista e Ivan Campos)
Tô chegando agora (c/ José Batista)
Trote (c/ Dilermando Rodrigues)
Ziriguidum

Fonte: www.dicionariompb.com.br/monsueto/obra